Os modelos atípicos, aqueles que dizem M --- ao diktat da moda

 

Imaginamos que para fazer uma carreira na moda devemos ser parecidos com uma criança doente de 1,80 m, infelizmente tambem é bem verdade. Mas a boa notícia é que nos últimos anos alguns modelos sairem destes critérios absurdos e ainda conseguem fazer uma carreira. Eles são bonitos, são diferentes e sabe bem de os ver.

Winnie Harlow
Quando era pequena, este canadense de 20 anos que sofre de vitiligo não tinha amigos, eles a chamavam de "zebra", "vaca" e não queriam sentar-se ao lado dela. Reparada no Instagram tornou-se um dos modelos mais bankable do momento, ela pegou o que se chama um boa revanche sobre a vida.

Winnie HarlowMadeline Stuart
Aos 18 anos, a Australiana que sofre de Trissomia 21 realizou o seu sonho, ser modelo. As pessoas com síndrome de Down são geralmente mais propensas à obesidade, Madeline Stuart teve que perder peso e fazer desporto para finalmente ter o corpo que ela queria. Foi convidada em 2015 a desfilar num dos maiores desfiles de moda do mundo o New York Fashion Week e voltou a ser convidado este ano.

Madeline Stuart modeloJillian Mercado
Jillian sofre de uma distrofia muscular que limita a sua capacidade motora, ela tem um blogue sobre estilo, é modelo e director editorial de uma revista de arte da moda. Ela desfilou em 2014 para a marca Diesel e faz questão de repetir que não existe só um tipo de beleza e que um modelo não é necessariamente uma grande haste de 1m80 para 50 kg muito bem estável sobre duas pernas. Mais recentemente foi a protagonista da nova linha de roupa de Beyoncé

Jillian Mercado modelo

Aimee Mullins
Nasceu sem perónio, Aimee Mullins foi amputada das duas pernas abaixo do joelho com apenas um ano de idade. Uma deficiência que não a vai impedir de andar com próteses, ou participar nos Jogos Paralímpicos de Atlanta em 1996. E como Aimee é uma beleza, o Alexander McQueen vai a fazer desfilar em 1998, a partir daí vai começar a sua carreira de modelo. Desde então, a ex-atleta posou para o calendário Pirelli e se tornou uma musa L’Oréal. Sim nada mal.

Aimee Mullins modeloDel Keens
Na década dos anos 90, Del Keens foi o primeiro modelo voluntariamente "feio". Descoberto pela agência Models, ele posou para Calvin Klein e Levi´s. Quinze anos depois, Del keens fundou uma agência de modelos atípicos Misfit onde há homens e mulheres com aparência originais ou com um fisico diferente.

Del Keens modelo

Andreja Pejic
Andreja Pejic, anteriormente Andrej é uma modelo  transgénero . Nascido num corpo de homem, Andreja disse à imprensa que ela sempre se sentiu uma mulher no interior, a operação foi para ela uma libertação que lhe permite finalmente de viver em perfeita harmonia com o seu corpo . Ela posou para a linha de lingerie da marca Hema e, desfilou para o Jean Paul Gaultier, John Galliano e Paul Smith. Em 2015 assinou um contrato com a Make Up For Ever

Andreja Pejic modelo

Moffy
Corpo de sonho, boca em coração, longo cabelos castanhos: de costas, Moffy parece-se com qualquer outro modelo. A um detalhe: Moffy é estrábica. Um estrabismo, que podia ser obviamente uma desvantagem para ser modelo, exceto que o fotógrafo Tyrone LeBon decidiu a escolher  para a capa da revista Pop. Foi o suficiente para a agência que descobriu Kate Moss a faça assinar um contrato e foi o começo da sua carreira.

moffy modelo

Alex Minsky
É um veterano de guerra que perdeu uma perna no Afeganistão em 2009, após 58 dias em coma, ele acordou com uma perna a menos, mas  ele não desesperou e pensou que com o seu corpo podia ainda fazer muitas coisas. E teve completamente razão.

Alex Minsky modelo

Daphne Selfe
Uma supermodelo de 83 anos que posa para Vogue e ainda desfile para as mais prestigiosas marcas. O seu segredo: nunca cedeu à cirurgia estética, continuam a ser natural e a hidratar bem a pele, bem mesmo depois de seguir todos estes bons conselhos, não tenho a certeza de ter a sua aparência a mesma idade.Daphne Selfe modelo

Lulu

Tendência de moda tem o objectivo de partilhar com vocês o meu ponto de vista pessoal sobre a moda. Sou estilista fiz os meus estudos em Esmod Paris, tenho 10 anos de perícia moda e consulting.

Ler mais...

Depois escrevi os meus primeiros artigos e me tornei jornalista de moda independente. Sou um electrão livre. Moro em Portugal há 7 anos daí os meus pontapés na gramática:) peço vos já desculpa pelos meus futuros erros.

Tendência de moda é acima de tudo, uma bela vitrina para ver a moda como ela tem que ser vista: com recuo suficiente!

Ansiosa de partilhar com vocês.

Lulu (Tendência de moda)

Deixe um comentário